Detalhes do Blog

Você sabe quais os principais tipos de Notas Fiscais?

  • Equipe C&T
  • 13/10/2020

A Nota Fiscal é um recibo obrigatório após qualquer transação de venda de produtos ou serviços. A Nota Fiscal documenta a transação e serve para o recolhimento de impostos. A não utilização da nota é considerada sonegação fiscal. Consumidores devem exigir sua nota fiscal em todas as transações comerciais.

Hoje em dia, a maioria dos municípios emite e exige uma Nota Fiscal Eletrônica (NFE). A Nota Fiscal Eletrônica é transmitida pela internet e serve para facilitar o tramite de papel do documento entre o emissor da nota (prestador de serviço ou comerciante), o comprador e os órgãos públicos. Ela é emitida eletronicamente e armazenada; e sua validade é garantida por uma assinatura digital (token). A Nota Fiscal Eletrônica (NFE) é parte do projeto do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) adotado pelo governo através de um decreto firmado em janeiro de 2007.

No Brasil, existem diversos tipos de documentos fiscais, cada um deles com suas particularidades, hoje vamos explicar melhor quais são os principais tipos de notas fiscais. Confira abaixo!


Nota Fiscal de Venda de Produto: A nota fiscal eletrônica de venda de produtos (NF-e) registra a operação de faturamento/venda de produtos de sua empresa.


Nota Fiscal de Serviço: Como o próprio nome já diz, as Notas Fiscais de Serviço (NFS-e) se destinam a registrar operações de serviço.


NF-e Complementar: A Nota Fiscal Complementar é emitida para acrescentar dados e valores que não foram originalmente informados no documento fiscal.


Compra: De forma prática, podemos dizer que a nota fiscal de compra, também conhecida como nota fiscal de entrada.


Devolução: A Nota Fiscal de Devolução tem o objetivo de anular as operações de compra ou venda, inclusive no que diz respeito aos impostos.


Exportação: As notas fiscais de exportação são emitidas quando o seu cliente está localizado no exterior.


Remessa: Esse tipo de nota fiscal simplifica o controle de movimentação de mercadorias e permite comprovar a procedência da carga em caso de fiscalização da Receita.







Últimos Blogs

Nossos Parceiros